SEGUINDO OU PERSEGUINDO ELON MUSK?

O universo digital, e a gigantesca quantidade de informações disponíveis na internet por vezes cria situações absurdas, como você poder acompanhar os movimentos dos aviões particulares de celebridades e autoridades, já pensou o tamanho da loucura?

Pois Jack Sweeny, calouro da UCF, recebeu uma comunicação do fundador da Tesla e da empresa aeroespacial SpaceX enviou recentemente uma mensagem pedindo que o jovem exclui-se a sua conta do Twitter, por razões de segurança.

No primeiro momento, o bilionário americano Elon Musk ofereceu US$ 5.000 ao da Universidade da Flórida Central (UCF), pela exclusão da conta na rede social, pois é nela que o jovem “rastreia”, através do programa de computador “bot”, as rotas aéreas feitas por seu jato particular.

No primeiro instante o rapaz, após uma troca de mensagens, propôs uma contraoferta: US$ 50 mil, embora ainda esteja esperando a resposta do empresário, não sei como isso está andando ainda.

Sweeny, que tem apenas 19 anos, é a pessoa por trás do nome de usuário do Twitter @ElonJet, uma conta que revela informações de voo muito precisas do jato particular de Musk.

Ele que criou um algoritmo para rastrear o avião da gigante da tecnologia com dados provenientes de empresas que registram dados de voo através do transponder de um avião.

O ‘bot’ é capaz de calcular o tempo estimado de voo, localização, estado, país e cidade onde o dispositivo está localizado, além de criar um mapa desse local, de acordo com a agência da Agência Efe.

O adolescente experiente em tecnologia lançou o perfil @ElonJet em junho de 2020. Ele fez isso depois de inventar um programa de computador, um bot, para coletar dados de tráfego aéreo público disponíveis com os quais rastrear o avião privado de Musk e outros executivos como Bill Gates e Jeff Bezos.

Mas foi o relato do milionário criador da SpaceX que conseguiu acumular quase 300.000 seguidores. Quase diariamente, o Gulfstream G650ER de US$ 70 milhões voa entre a casa de Musk na Califórnia e a sede da empresa nas cidades do Texas em Austin, Houston e Brownsville, para onde mudou o negócio em dezembro de 2021.

A precisão dos movimentos, com detalhes até o minuto das decolagens e pousos, tornou-se “um problema de segurança”, como denunciou o milionário em sua conta no Twitter. Embora Sweeney adverte que seu programa não detecta pessoas viajando na nave, não é difícil adivinhar onde Musk pode estar.

Nos dias 23 e 24 de janeiro, o executivo passou dois dias no Havaí. Se você comparar os dados da ElonJet com contas de rastreamento de celebridades, como o popular Deuxmoi com 1,3 milhão de seguidores, você pode ver que Musk foi visto naqueles dias no hotel Four Seasons na ilha havaiana de Lanai, onde Larry Ellison, CEO da Oracle e diretor independente da Tesla, vive.

O estudante que havia proposto os US$50.000 disse que com o valor ele iria pagar por seus estudos ou comprar um Tesla Model 3. Musk respondeu que iria pensar sobre isso e depois disse-lhe que ele não se sentia bem em pagar pelo encerramento.

Aparentemente o negócio saiu do controle, e segundo o jovem, a oferta não é suficiente para pagar pela diversão que ele recebe com isso e todo o trabalho que colocou nele, falou ele em uma entrevista ao Insider, para o qual vazou as mensagens. Nos últimos dias, o executivo parece ter implementado alguns dos conselhos de Sweeney e aplicou um sistema de bloqueio que altera o identificador do avião para dificultar o controle. “Eu só tenho que consertá-lo”, o jovem se gabou.

A exposição pública de Sweeney irritou Musk, que acabou bloqueando sua conta pessoal no Twitter, ao mesmo tempo em que o perfil do avião totalizou 300.000 seguidores em vários dias. No momento, o adolescente está ganhando pulso.

Sua proeza tecnológica chamou a atenção de profissionais da indústria que acreditam que seu sistema poderia ajudá-los a prever os tempos de voo com mais precisão. A empresa Stratos Jet Charters, com sede em Orlando (Flórida), acaba de lhe oferecer um emprego dentro de sua equipe tecnológica que o jovem ainda hesita em aceitar.

Que mundo é esse?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.