MUSK DEU UM XEQUE MATE NO TWITTER

A passagem do bilionário pela rede social, no entanto, foi controversa, resultando em repetidos confrontos.

Recentemente o Financial Times, chamou Elon Musk de o “empreendedor mais proeminente”, o que para muitos implica em dizer o mais ousado, ou seria o melhor jogador no xadrez dos negócios?

Carros elétricos, viagem espacial, comunicação por nano satélites, Implante de chips no cérebro, pense em qualquer assunto que tenha futuro e lá teremos investimentos de Elon Musk.

Mas onde está a maior operação de risco momento? Na substanciosa oferta que levantou para assumir o Twitter, quando ofertou US$ 54,20 por ação em 14 de abril, e em 8 de julho retirou a oferta. Uma ousadia e tanto, ou um passo meticulosamente pensado?

Uma oferta que representou exatamente o dobro do que o Facebook pagou pelo WhatsApp, ou quarenta vezes o que o Google pagou pelo YouTube.

Gosto quando tentam definir Elon Musk, hábito normal dos seres humanos que vivem classificando as pessoas, de direita, de esquerda, essas classificações no caso dele mudam o tempo todo, mas eu particularmente, penso nele apenas como empreendedor visionário que como quase todos não perde uma oportunidade.

Maltratado na escola, ele começou muito jovem, criou uma start-up com seu irmão, vendeu e fundou o PayPal quando ele tinha apenas 30 anos. Ele tem ideias mais liberais do que conservadoras, e os progressistas temiam que ele pudesse promovê-las a partir de uma plataforma tão gigantesca quanto o Twitter.

Em contraste impressionante, como V. D. Hanson do Instituto Independente observou, o progressismo não se opõe à mídia e seus proprietários milionários que apoiam a esquerda, como Zuckerberg fez com o Partido Democrata em 2020, ou Lisa Jobs faz, com o The Atlantic. Sarcástico, o The Wall Street Journal sublinhou o paradoxo de que existem artigos que alarmam a população para o perigo dos ricos que controlam a mídia, e que eles são publicados no The Washington Post, cujo dono é aquele famoso homem faminto que responde ao nome de Jeff Bezos.

A chave era o preço excessivo

Claro, aqueles que tinham dúvidas desde o início eram os investidores. Em uma palestra, Elon Musk afirmou: “Isso não é para ganhar dinheiro.” Talvez fosse verdade, mas também é verdade que Musk não poderia empreender uma operação que poderia arrastá-lo para a ruína, se ele tivesse emprestado por US$ 25 bilhões, garantindo metade do empréstimo com ações da Tesla. A justificativa de Musk de que o Twitter não o havia informado adequadamente sobre contas falsas e automatizadas (ou bots) é “uma desculpa absurda, por duas razões; um: Musk explicitamente desistiu da due diligence do Twitter, ou seja, examinando as contas e operações da empresa que ele ia comprar; a segunda razão é que o Twitter deu a Musk essa informação.

E, além disso, ele deu-lhe de graça, apesar do fato de que o comprador teórico não tinha o direito de fazê-lo.”A chave era o preço excessivo oferecido pelas ações: os donos do Twitter queriam vender a esse preço”. Na verdade, eles querem fazê-lo hoje, e eles vão travar uma batalha legal com esse objetivo.

Logo nesse momento, cada nova notícia sobre as contas falsas só da munição para o embate de Musk, ou alguém acha que contas falsas é apenas um privilégio do Twitter?

Uma nova denúncia, feita por um ex-executivo do Twitter demitido recentemente, pode dar munição a esse argumento, dessa vez do ex-chefe de segurança da companhia, Peiter Zatko, que acusou a empresa de “mentir sobre bots para Elon Musk” em uma queixa registrada em julho. Na denúncia Zatko alega que a companhia não contabiliza o total de contas falsas noserviço, que tem hoje 238 milhões de usuários diários.

Pioneiro na comunidade de cibersegurança, o executivo é conhecido na indústria por seu histórico de expor falhas de software, sob o nome “Mudge”. Sua passagem pela rede social, no entanto, foi controversa, resultando em repetidos confrontos e, finalmente, em sua demissão, o que não invalida a denúncia mas exige cautela nas conclusões. Musk, vem argumentando que o negócio poderia ser fechado se a empresa fornecesse detalhes sobre como estima o número de contas falsas ou “spam“.

Twitter passará a ser uma companhia de capital fechado/Arquivo/Divulgação

Musk notificou no início de julho sua intenção de cancelar a compra

O julgamento para resolver a disputa começará em 17 de outubro, a menos que ambos os lados cheguem a um acordo em outra data, de acordo com documentos do caso tornados públicos até agora.

O conselho de administração do Twitter convidou seus acionistas a votarem sobre a compra em 13 de setembro e pediu que eles dessem luz verde à operação como último passo para fechá-la, embora tenha reconhecido que também depende do “litígio pendente” com o milionário.

Na lógica da economia da atenção, para prender sua atenção, e com isso captar dados no ciclo vicioso de tempo que gera dados, dados que geram mais atenção, que gera mais dados que gera mais monetização, logo na métrica do valor de uma rede social diversos são os itens que precisam ser considerados além do número de usuários.

O tempo que esses usuários ficam na rede, a frequência com que esses usuários ficam na rede, o perfil desses usuários que indica poder de consumo e com uso de dados ofertar a eles mais produtos e serviços devidamente customizados na lógica da atenção que procura “melhorar a experiência do usuário”.

Logo, o número de usuário, tempo que esses usuários ficam, qualidade desse usuário, se ajuda a produzir mais conteúdo e engajar mais pessoas, o potencial de engajamento dessas pessoas que o usuário costuma atrair com seu conteúdo, a credibilidade desse usuário na conversão dos usuários em consumidores para aquisição de produtos e serviços.

Ou seja, o número de usuários é apenas uma das diversas variantes que poderíamos aqui trabalhar, mas a lógica é uma só, o valor da rede sempre será um múltiplo da sua, da minha e da nossa atenção, a moeda das redes sociais sempre será o nosso tempo, quanto tempo das nossas vidas elas podem sugar, seja com conteúdo de qualidade ou fake News, o que interessa para essas redes sociais são os nossos minutos, e horas.

Se você é Elon Musk, faz exatamente o que ele está fazendo suspende o negócio, deixa o mercado castigar o valor da rede social, alega que precisa apurar os números com maior acuidade, e nesse período castiga o vendedor e seus acionistas. Nesse período o valor do Twitter derrete, outros potenciais compradores se afastam pois não querem enfrentar um leilão com Musk, e assim ele caminha para aplicar um xeque mate no Twitter. O nome disso não é ousadia, mas capitalismo selvagem.

(Artigo publicado no site www.mistobrasilia.com, em 24 de Agosto de 2022).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.