Mewe e Vero podem enfrentar o Facebook?

O mundo das redes sociais é sempre marcado por novos operadores que tentam tirar o protagonismo do Facebook e suas redes (WhatsApp e Instagram), além de fazer frente às diversas redes sociais chinesas, uma tarefa cada dia mais difícil. Claro que nenhuma das redes tiveram o reforço de uma pandemia, que aumenta o número de posições extremas por parte dos seus usuários e exige um compliance mais rigoroso, deixando muito claro a política de valores das redes sociais, e é com esse quadro biliático em muitas das vezes que surge o MeWe, uma rede social que oferece total privacidade e segurança para o usuário e que pretende ser diferente do Facebook, Instagram e outras, prometendo não exibir propagandas e nem coletar dados privados dos seus participantes, de forma que não rastreia as atividades dos cadastrados.

Além disso, o MeWe é uma rede social completa, com grupos abertos e fechados, timeline com publicações de seus amigos e ferramenta de chat privado. O serviço está disponível, como a maioria das redes, sendo acessível por qualquer navegador, e tem app para os sistemas Android e iOS. A MeWe funciona no modelo freemium, ou seja, é gratuita, mas cobra alguns recursos extras, como mais espaço para armazenar arquivos, criptografia de ponta a ponta e emojis especiais, e de empresas, através do MeWePRO.

Por outro lado o líder, Facebook é a maior rede social do mundo, e é claro seu sucesso se deve, em parte, a práticas polêmicas e questionáveis no que toca à privacidade, algoritmos opacos e mudanças frequentes nas regras do jogo, gerando o desgaste que se arrasta, e que vem exigindo um esforço na recuperação da credibilidade. Todos que surgem tem um claro posicionamento, serem o anti-Facebook, e é isso que alimenta seus vertiginosos crescimentos iniciais.

Privacidade e feed em ordem cronológica, também dão o tom da Vero, a outra rede social que, que surgiu alternativa ao Facebook. Nos Estados Unidos, o aplicativo se tornou o mais baixado no ranking dos gratuitos da App Store, no Google Trends, que analisa a popularidade de termos na busca do Google, e está ainda em ascensão nas pesquisas feitas no Brasil. Muitos entendem que essas redes estão sendo movidas por grupos conservadores nesse momento de posições extremadas. No geral redes sociais com o tempo produzem relações que se confundem pela defesa dos seus valores, onde os valores dos internautas são confundidos com os valores da rede, tornando ácido o ambiente. Uma briga boa pra se acompanhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.