Facebook e a censura. Censura?

As recentes medidas tomadas pelo Facebook para conter a disseminação de Fake News, inclusive com a exclusão de perfis de quem compartilha e de quem promove eventos defendendo o fim do isolamento social para a quarentena gera no mundo uma grande pergunta: Afinal, o facebook neste momento, ao excluir o texto sem uma primeira defesa, realiza o ato de censura?

Primeiro vamos falar sobre o que é o Facebook.

O Facebook não é um jornal, não é um canal de televisão. Tem conteúdo impresso, mas não é um livro, tem vídeos, mas não é TV. O Facebook, segundo conceito próprio da empresa, é um plataforma digital.

Por ser uma plataforma que conecta pessoas, o Facebook tem o direito de estabelecer o que pode ou não ser publicado através da ferramenta que disponibiliza sem se enquadrar em censura ao deletar o conteúdo que nessas políticas não se adequem. Logo, todo e qualquer juízo é feito única e exclusivamente pela políticas e pelas razões que o Facebook determina. Visto isso, caso não concorde com as diretrizes da plataforma, você tem o direito de não permanecer nela.

O fato é que por gerar conteúdo e espaço dentro da plataforma gratuitamente, existe a contrapartida de estar sob o julgo das políticas de uso dessa empresa. De tal maneira que o que se publica ou se defende deve estar dentro dos ideais dela.

Ao aderir a plataforma você concordou com seus termos, e com sua política, logo está sujeito a ela, desde que sua política não implique em ato discriminatório, que venha a configurar crime.

A mensagem é clara, os interessados, ou melhor, insatisfeitos que deletem suas contas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.