A Tesla e seus Desafios

Elon Musk, seguindo a tradição dos novos empresários do mundo digital é sempre muito polêmico, mas se tivermos que escolher entre os grandes CEO’s das empresas da nova economia, Elon Musk é certamente o mais polêmico.

Em 2018 a Tesla sofreu muito com o valor das ações, por razões óbvias de não entregar o que prometia. O mercado de capitais, sempre muito rigoroso, não perdoa. Deve-se entregar o que se promete para que não ocorra a queda acentuada de suas ações.

Um fato bastante interessante com relação a Tesla é que pela primeira vez, ela conseguiu divulgar no quarto trimestre de 2019 um resultado bastante positivo, atingindo a marca de apresentar 02 trimestres consecutivos de resultados positivos com superação nas estimativas de lucro, fazendo com que o mercado de capitais respondesse com um aumento bastante significativo de suas ações.

O ano de 2020 para a Tesla tem uma expectativa positiva, mesmo no cenário caótico do Coronavírus, que atinge atualmente todas as  economias do globo. A especulação é de que a alta continue, sendo um dos raros casos na indústria automobilística com boa expectativa.

Essa expectativa se dá por algumas razões:

  • O modelo “Y” que teve sua disponibilidade antecipada para reservas;
  • O fato do modelo “3” ter excedido suas previsões de venda;
  • A impressionante marca de mais de meio milhão de pedidos de reserva do Cibertruck, um carro que não tem sequer seu design definido, e
  • O fato de que sua fábrica na China que já está totalmente operacional.

Isso tudo, aliado a um relançamento da oferta de geração de acumuladores de energia solar, demonstra que Elon Musk atua em diversas frentes fazendo com que esses ajustes respondam positivamente.

O sucesso da Tesla com seus carros elétricos gerou uma mudança no cenário de toda a indústria automobilística, fazendo com que todas as demais montadoras trabalhem na fabricação desse tipo de automóvel. A bateria de carga rápida e mais econômica de Elon Musk é uma grande inovação perceptível por todos do setor, seus produtos que se mostram superiores não apenas em componentes físicos, mas também em softwares e deixam clara a tendência de transformar os veículos de meros meios de transporte, para grandes computadores, que em razão do avanço de sua tecnologia já encontram-se, segundo especialistas, 06 anos a frente de seus concorrentes.

Aliás, tudo o que a Tesla faz é pouco convencional. O modelo de negócio seguido por Elon Musk é antes de tudo disruptivo e ao que parece o céu não é o limite para esse grande empresário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.